kongo
0
Resumo historial da vida e obra de Mfumu Kimbangu Diatungunua

Não sou sábio, nem inspirado por Deus, pelo menos até ao momento, mas sou inspirado por mestres espirituais inspirados por Deus. Mestres que conhecem o passado, o presente e o futuro da humanidade. Com base nos ensinamentos destes mestres, traço estas linhas sobre o grandioso Kimbangu: Um Mukongo natural de Nkamba.

Sua missão messiânica foi-lhe anunciada pelo Smbi Ne Mavana Nkembo, que os cristãos conhecem por Anjo Gabriel. Por ignorância ou traição, a verdade muitos dizem que foi Jesus quem atribui esta missão a Kimbangu. Não, não, não! Foi Nzambi a Mpungu através deste servo Ne Mavana Nkembo. Continue Reading

Nsaku-Mpanzu-e-Nzinga
0
Nsaku, Mpanzu e Nzinga

A Tradição Kongo nos ensina que todos os Bakongo descendem de um mesmo avô, o avô KONGO NIMI que tinha como esposa a avó NGUNU (na Etiópia). Deste casamento, nasceram 3 filhos: NSAKU NE VUNDA, MPANZU A NIMI E NZINGA NIMI (mulher). Antes da nascença destes filhos, nosso avó comum KONGO NIMI tivera uma visão, na qual ouviu a voz de Deus, dizendo que sua mulher daria à luz 3 filhos os quais chamaria de Nsaku, Mpanzu e Nzinga.

A Tradição Religiosa Kongo ensina-nos que o Ser Supremo (Deus), AKONGO tem 3 principais atributos: Amor que deu origem a Religião, Inteligência que deu origem a Ciência a tecnologia e Poder que deu origem a Política. A Inteligência de Deus criou o universo e tudo nele existente, seu Amor conserva-o ao passo q o Poder divino governa o Universo. Essas 3 qualidades que fizeram com que o UNIVERSO existisse chama-se na Tradição Kongo, na vertente espiritual de MAKUKU MATATU MA LAMBA KONGO DIA MBUMBA (Kongo dia Mbumba significa Universo, pode dizer-se também KIWADU). Continue Reading

bantu
0
Criação do Mundo Segundo a Tradição Bantu

– – – –

Atualizando as postagem em 12 de dezembro de 2014, a foto foi substituida, pois segundo informações passadas por Aristóteles Kandimba, Angolano de tradição Ovimbundu pelo Facebook dia 22 de maio de 2014:

Não existe “tribo Bantu” Bantu é um grupo de centenas de povos bantus. Bantu = Grupo Etnolinguistico. E a foto nao representa povos Bantu. A foto representa os povos conhecidos de Khoisan. Os nao bantus da Africa subsariana. A fonte tem pouca fonte.

– – – – – – – – – – – – – – – – – –

Segundo a história tradicional contada pelos mais idosos e categorizados Nganga (sacerdotes) de tribo bantu (Angola), que todos os povos negros descenderiam dos Bungu e estes diretamente do Nzambi (Deus Supremo da mitologia bantu).

Eis a história tal qual foi contada, da criação do Mundo e a ascendência divina destes povos.  Nzambi, a quem também chamam Ndala Karitanga (Deus criador de si próprio), Nzambi ia Kalunga (Deus Supremo e Infinito) e Nzambi Ampungu (Deus Poderoso), depois de ter criado o Mundo e tudo quanto nele existe , criou uma mulher para que fosse sua esposa e para que, por seu intermédio, pudesse ter descendência humana, a fim de que esta povoasse a Terra e dominasse todos os animais selvagens, por ele criado. Continue Reading

bater-cabeca
0
Aviso às Lideranças de Matriz Africana do Rio de Janeiro

O Ilabantu, por meio do seu Conselho Diretor e Coordenação Estadual do Rio de Janeiro: Taata Nganga Nkisi Alex Kafuleji, Taata Kwa Nkisi Mufumbi, Mam`etu Kwa Nkisi Awiza Lundirê, vêm a público para comunicar que o evento DIÁLOGO DE LIDERANÇAS DE POVOS E COMUNIDADES TRADICIONAIS DE MATRIZ AFRICANA, Belford Roxo/RJ, que ocorreria dia 24.08.2013, será adiado para 05.10.2013, no mesmo local e horário anunciado. O adiamento ocorre devido inúmeras Conferências Estaduais de Promoção da Igualdade Racial que acontecem nas principais capitais e cidades brasileiras de 23/08 a 25/08, em que as nossas lideranças estão envolvidas e que se realizarão simultaneamente, sendo necessário o envolvimento dos membros nessas atividades.

Desculpamo-nos penhoradamente com a comunidade.

Sede Nacional do Ilabantu, SP, 23.08.13

Presidente do Conselho Diretor
Ilabantu/Nzo Tumbansi
e-mail: ilabantu@inzotumbansi.org

0
(Re)africanização e identidade religiosa no candomblé paulista de origem Bantu

RENATO UBIRAJARA DOS SANTOS BOTÃO

Resumo: O presente artigo é o resultado de uma pesquisa de mestrado sobre a questão da (re)construção (ou resgate) da identidade religiosa dos adeptos do candomblé nação angola-congo. A pesquisa foi realizada em dois terreiros do Estado de São Paulo, cujos pais-de-santo procuram resgatar a identidade afro brasiliera-bantu, tentando implantar em seus terreiros rituais de religiões africanas do norte de Angola, o que chamamos mais comumente de (re)africanização. Nossos resultados apontam para: 1) um novo tipo de relacionamento entre o candomblé angola da Bahia e o de São Paulo; 2) o fato de que a questão da (re)africanização é diferente em cada terreiro.
Palavras chave: religião, candomblé, identidade, bantu.

Abstract:: The present article is the result of a master research about the question of the (re)construction (or rescue) of the religious identity of the adepts of Angola-Congo nation “candomblé”. The research was carried through in two “places of fetichism” on the State of São Paulo, whose afro guiders try to rescue the brasillian-bantu identity, trying to implant in their “places of fetichism” rituals of African religions of the north of Angola, what we call (re)africanization. Our results shows: 1) a new type of relationship beetween Angola candomblé from Bahia and from São Paulo; 2) the fact of the question of (re) “africanization” is different in each “place of fetichism”.
Key-words: religion, “candomblé”, identity, “bantu”. Continue Reading

< 1 2 3 4 5 6 >